VARANDA DA SUÍTE

O ambiente da varanda da suíte foi pensado para que seja uma área privativa da casa em que a pessoa tenha um espaço para trabalhar, fazer home office ao ar livre com vista para a paisagem existente, relaxar com uma leitura, tomar um sol e talvez uma ducha depois. Tudo na privacidade da casa: um lugar íntimo e com muitas possibilidades de uso. Assim que entramos no espaço temos o living com uma cobertura em madeira e palha que tem a função de sombrear e dar maior conforto em relação à exposição do sol. Foi feita apenas nesse trecho para que a área tenha a possibilidade de ter um ambiente coberto protegido das intempéries sem perder a entrada do sol, mesmo que de forma parcial.

Buscando inspiração nas casas modernistas de Oscar Niemeyer, foi pensado um piso de área externa que era muito usado na época e também bastante atual; o piso é feito de uma composição em cacos de pedra de granito com formatos orgânicos que, além de combinar com o ar moderno e rústico que foi pensado para o ambiente, é bonito e funcional.

Para o mobiliário do living temos um sofá confortável com a tapeçaria dos assentos em diferentes tons pastel. Ao lado esquerdo temos o banco de madeira junto com um carrinho de bebidas para funcionar como apoio e completar o espaço desse living. Uma floreira com paisagismo sobre a laje existente atrás do guarda corpo é composta por capim texano e flores de Azaleia trazendo cor ao espaço. Para as noites mais frias, temos o fire place: assim a pessoa pode relaxar com a lareira ligada, sentada no sofá utilizando uma manta confortável para completar esse momento de relaxamento. Complementando tudo isso temos a iluminação: feita por dois pendentes lanterna e ao lado do sofá um abajur.

Projetada em balanço sobre o guarda corpo e feita em concreto armado temos na outra extremidade da varanda uma bancada multifuncional: atende tanto para utilização de home office com notebook com as banquetas, bem como aparador. Uma área mais reservada foi destinada para a ducha. O caminho de pedra que leva até ela é feita por pedras maiores com pedriscos soltos e uma vegetação baixa.

Para as paredes, os tons brancos da casa em seu volume, guarda-corpo e esquadrias foram mantidos, respeitando essa característica. Foi usado um revestimento apenas na parede que terá a ducha: um ladrilho hidráulico 20×20 com tom pastel que é bastante aplicado no Modernismo, fazendo referência também aos azulejos Athos Bulcão. Na decoração temos quadros com a temática de vegetação acima do sofá e também o vaso cerâmico na entrada da ducha.